Cú do Padre

Também conhceido como “Bar das Batidas”

O lugar é bem simples. Escondido numa esquina próxima ao Largo da Batata, em Pinheiros, virou lenda por causa das famosas batidas preparadas pelo dono, seu Narciso, ou Sócio, que é o apelido que ele levou por chamar todos os clientes assim.

Entrando no bar a primeira coisa que chama a atenção são os vários tipos de objetos espalhados pelo balcão e prateleiras. Tem um relógio parado, imagem de Nossa Senhora, uma máquina registradora e várias peças de provolone, já pretas de fuligem, igual as garrafas, com rótulos marrons de tão velhos. Fiquei imaginando o que já rolou por ali enqüanto olhava pras fotos e quadros pendurados na parede, entre as fotos de Gardel (!). Foi só quando vi o Sócio que pude ter uma idéia melhor de tudo o que é o lugar. Ele é o bar, os dois são uma coisa só, sei lá, entende? É como se ele tivesse em casa, e quando tu entra lá, ele te trata como se fosse de casa. Cheguei, pedi uma cerveja, e ele disse, com a maior naturalidade “pega lá, a geladeira tá ali, ó!”.

Mágico.

O lugar, como já disse, tem história. Gerações de estudantes passaram por lá, e ainda passam. Tenho amigos cujos pais beberam lá. Se bobear, o meu pai bebeu lá!

Mas é fato que esse lugar, o menor dos botecos vistiados até agora, tem muito mais do que pode enxergar essa minha breve e primeira análise. Garanto retornos pontuais a essa lenda, logo!

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: